banner

Os cem anos da revolução “capitalista e burguesa” de Outubro

17. 01. 07

Quatro minutos depois da hora marcada, pelas 16h04, no Honda Jazz do inseparável Paisana, acompanhado da sua secretária e vestindo a emblemática camisola encarnada chegava Arnaldo Matos para gáudio dos presentes que o têm” humildemente “ aclamado como “um dos mais eminentes marxistas dos nossos tempos”. Os primeiros a irem ao beija –mão do chefe foram o securitário Barros/Camões e o demitido/readmitido Sebastião/Carlos Gomes.

Os seguranças do Arnaldo não nos impediram de observar de perto todas as movimentações à entrada para o colóquio pois nós contamos com apoios em todo o lado. E ainda vimos que dez minutos depois das 16 horas chegou o Fernando Maltez com um gorro azul.

Lá dentro Arnaldo Matos procedia certamente à elucidação dos presentes sobre as suas novas concepções da Revolução de Outubro e Revolução Cultural Chinesa, agora apresentadas como revoluções burguesas e capitalistas.

Ficamos a aguardar ansiosamente por mais notícias dos nossos apoiantes sobre este “impactante” colóquio de uma voz só.

Director: Carlos Fidalgo - carlos.fidalgo.10@sapo.pt